Schoenstatt - Santuário Tabor da Esperança

(61) 3302-2103

(61) 99828-9800

contato@schoenstattbrasilia.org.br

Notícias gerais › 15/10/2019

Venerável Irmã M. Emilie Engel. Uma professora genial, consagrada a Deus e a caminho dos altares

Em fevereiro de 1914, Emilie conclui, com muito êxito, sua formação como professora. Sendo candidata ao magistério, à espera por um emprego, trabalha na propriedade paterna até conseguir, em outubro de 1914, um lugar como professora substituta em Grimmlingshausen, perto de Neuss. Em abril de 1915, assume um trabalho na escola em Sodingen, perto de Hernia, onde lecionam também suas duas irmãs. Ao comparar as três irmãs, as alunas caracterizam a professora Emilie como a mais silenciosa, compreensiva e reservada .

Compreensiva para com a situação social do povo, Emilie sente profundamente a sorte das famílias pobres dos mineiros e das  crianças marcadas pelas mais diversas necessidades básicas não satisfeitas. “E muito difícil ser professora aqui”, escreve. “As crianças estão fisicamente muito desnutridas e doentes, pesando sobre elas uma má carga genética, sendo que algumas estão espiritualmente doentes. Além disso, vivem constantemente num dilema, que se origina diferenças entre a educação na escola e a do mundo ao seu redor. Isso por causa dos muitos coeducadores que destroem o que construímos com muito esforço.” Apesar de tudo, Emilie acredita ser a mais otimista entre seus colegas. Com seu olhar para o bem existente em cada pessoa, assegura especialmente às suas alunas, sofridas e confusas, que podem contar com o apoio de sua professora.

Emilie não é capaz de se fechar à miséria amarga do corpo e da alma, encontrada diariamente no contato com a população. Além das aulas na escola, dedica-se aos pobres e procura auxiliá-los nos frequentes desastres nas minas, na doença e na morte. Ama “os pobres mais pobres”, cuida de doentes, entre eles, também de pacientes de tuberculose. De noite acompanha os agonizantes, procura um novo lar para órfãos e um lugar de trabalho para jovens desempregados. Consola os desanimados e dá coragem aos desesperados. Emilie reza com os que já não podem mais rezar. Contudo, sua atividade apostólica não fica sem resistência e oposição por parte de outros. Apesar disso, ela continua e escreve: “Aqui, o bom Deus me conduziu a pessoas,
às quais, após muitos esforços frustrados, nada posso fazer a não ser rezar e sacrificar.”

Rezemos juntos pedindo sua canonização:

Deus, nosso Pai, confiando filialmente em tua sábia e bondosa providência, Irmã Emílie trilhou o caminho de sua vida. Mesmo no sofrimento e na insegurança ela pronunciou o “Sim Pai” aos teus desejos e a tua vontade. Desta forma ela encontrou profundo abrigo em teu coração paternal, em meio a todos os temores e aflições. Nela manifestaste poderosamente teu amor e tua misericórdia.

Eu te peço a canonização de Irmã Emílie para a tua glória, para a honra da Mãe e Rainha Três Vezes Admirável de Schoenstatt e para a bênção da humanidade.

Por sua intercessão, atende os meus pedidos, assim como corresponde a tua bondosa providência. Amém.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X