“Ora et Labora” São Bento

Reza e Trabalha! – Esta máxima sintetiza os dois elementos essenciais de nossa vida cristã e grava-os indelevelmente na memória. Por que nela não se teria incluído o sofrimento? Foi esquecido? Ora, ser homem significa suportar sofrimento e a arte de sofrer é sumamente rara e dificil! A cruz desempenha um papel singular e saliente na vida humana. Assim é desde a primeria queda. Para muitos, no entanto, o cálice da dor está repleto até as bordas, quase a transbordar. Temos de admitir que, ao lado da oração e do trabalho, o sofrimento é parte essencial da tarefa cristã de nossa vida. Os antigos o consideravam como fato natural, eis por que não julgaram necessário lembrá-lo especialmente num axioma.

A cruz e o cristianismo guardam relações tão íntimas, que na terra jamais poderemos imaginá-los separados. Por isso, o Senhor fala da cruz e do sofrimento com tanta naturalidade, como se fosse um estado normal na vida do cristão. Diz sem nenhuma restrição: “Se me perseguiram, também a vós hão de perseguir! O discípulo não é maior do que o mestre, nem o servo maior que o seu senhor. Basta ao discípulo ser tratado como seu mestre, e ao servo, com o seu senhor” (Mt 10, 24-25).

X