Schoenstatt - Santuário Tabor da Esperança

(61) 3302-2103

(61) 99828-9800

contato@schoenstattbrasilia.org.br

Notícias gerais › 18/06/2020

Confiar em Deus em tempos difíceis

Anos atrás, ao me sentir vocacionada pela espiritualidade de Schoenstatt, um novo horizonte da fé surgiu diante de mim.

O tempo foi passando… O conhecimento da história do Movimento; o esforço por vivenciar, a cada circunstância da vida, a Aliança de Amor com a Mãe de Deus; o entendimento sobre os caminhos da fé prática na Divina Providência, percorridos por nosso Fundador; o estar vinculada ao Santuário, de forma presencial ou espiritual; o ter consciência da filialidade a Deus, tudo isso tem me impulsionado a agir com mais serenidade, equilíbrio e segurança.

Quem já não ouviu dizer que Schoenstatt nasceu como filho da guerra? Nasceu em meio à Primeira Guerra Mundial e experimentou tantas outras guerras durante todo a sua trajetória. E a arma usada para combater o inimigo sempre foi a mesma: a Aliança de Amor, que acolhe, que transforma, que fortalece e impulsiona.

Nos dias atuais, quando o mundo experimenta tantas incertezas, contradições, divisões, sofrimentos e angústias, percebemos claramente a pequenez do homem em confronto com a grandeza e onipotência de Deus.

Com tudo que acontece no mundo, a convicção da limitação humana me aproxima ainda mais do Pai celeste e faz com que eu me recorde das atitudes nobres do Padre Kentenich diante dos desafios. Hoje, mais ainda, eu me sinto totalmente dependente de Deus, eu me esforço por buscá-lo em todos os acontecimentos e sinto uma confiante alegria em suas permissões.

Sei que não é fácil estarmos sempre ‘edificados’, principalmente quando o mal bate às nossas portas, porém a esperança, a confiança e a entrega de tudo a Deus, por meio de nossa Mãe e Rainha de Schoenstatt, nos acalma, projetando-nos em direção ao alto, aproximando-nos do sobrenatural, permitindo que nos erguemos diante dos destroços.  E a Aliança de Amor continua sendo a nossa arma poderosa para vencer a fraqueza, o desânimo, a descrença, o medo.

Ser contraente da Aliança nos faz refletir e agir. Deus em seu plano de amor para conosco precisa de cada um de nós. Ele nos presenteou com dons específicos e nos mostra o caminho a seguir diante do caos que a pandemia tem criado, ele nos orienta a amar e ajudar o próximo, de todas as formas possíveis,  agora mais do que nunca. Eu creio que essa é uma das lições mais significativas que o Coronavírus nos dá.

E, com certeza, é na busca diária de viver a santidade, por meio da Aliança de Amor com Maria, que sinto a confiança de que sou um instrumento dócil à vontade de Deus, que ele precisa de mim na pessoa do irmão.

Mesmo que muitas vezes eu caia e não consiga ser um verdadeiro instrumento hábil em suas mãos, não deixo de confiar que Deus tem as rédeas do mundo e que tudo que ele permite é para um bem maior.

Confio também que o meu projeto de vida, ou seja, que o meu ideal pessoal está sendo despertado, conduzido, orientado e dirigido por ele, para que eu busque conquistá-lo sempre, principalmente diante desta inusitada pandemia.

Maura Regina Santana de Jesus

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X