Schoenstatt - Santuário Tabor da Esperança

(61) 3302-2103

(61) 99828-9800

contato@schoenstattbrasilia.org.br

Celebração da Aliança de Amor no Santuário Tabor da Esperança

Vivenciamos o mês de outubro que, dentre tantas datas importantes, nos recorda o dia 18 de outubro, os 105 anos da presença da Mãe e Rainha no pequeno Santuário de Schoenstatt. Quantas graças e bênçãos a Mãe Peregrina tem derramado nos lares de nosso Brasil e do mundo, nesse tempo. Com alegria reunimos para celebrar e agradecer o dom da Aliança de Amor com a Mãe Três Vezes Admirável, selada em Schoenstatt no dia 18 de outubro de 1914. Nós louvamos e agradecemos, porque escolheste o Padre José Kentenich como instrumento para convidar a Mãe e Rainha a estabelecer em Schoenstatt a sua morada. À sombra do Santuário surgiu um novo caminho espiritual na Igreja e um carisma para o nosso tempo.

Nesse espírito de júbilo em que celebramos o dia em que o Padre Kentenich selou a primeira Aliança de Amor,  tivemos um dia inteiro de oração e de louvor e de queima de capital de graças. Logo cedo às 6h30 foi celebrada a Missa pelo Padre José Vicente, que mostrou a fidelidade da Mãe de Deus para conosco. Na parte da tarde às 16h, foi celebrada pelo Bispo Militar Dom José Francisco. Na parte da noite às 20h, o Padre Paulo que há 30 anos selou sua Aliança de Amor ainda como seminarista, celebrou esse dia especial no Santuário.

 

20 de outubro – Celebração da Aliança de Amor

No dia 20 de outubro, tivemos uma programação envolvendo todos os peregrinos e romeiros. Alguns grupos de peregrinos vindos de cidades de Goiás juntamente com uma representação do Movimento Apostólico de Schoenstatt fez sua peregrinação jubilar a Catedral Nossa Senhora Aparecida de Brasília, participando da santa missa das 8h30. Foi um momento muito especial de estar em unidade com a Igreja local de Brasília, celebrando essa grande festa de 60 anos de evangelização e de testemunho de fé. Dizia Roberto, coordenador do Vicariato Sul: “Foi emocionante ver Schoenstatt representado na procissão de entrada da Santa Missa na Catedral através Imagem da Mãe Três Vezes Admirável.

A Associação dos Médicos Católicos também realizava a sua celebração jubilar por ocasião da sua I jornada em Brasília. O Padre João Batista que presidiu a celebração, em sua homilia interpretou este fato como Providência Divina: “ser uma presença em missão nestas terras, cada um na sua profissão, na sua família, com seu carisma.” Falou da importância do trabalho dos missionários que levam a Mãe pras famílias, como também dos médicos em meio aos desafios de sua profissão no mundo atual. Para muitos foi muito significativo poder participar da celebração na Igreja Mãe de Brasília “Celebrar a Aliança de Amor na Catedral de Brasília foi uma agradável experiência de carinho e reflexão, desde o momento da recepção pela equipe litúrgica, da homilia perfeita que uniu o evangelho à atual realidade dos missionários da Mãe Peregrina e do envio daqueles que se deixam educar pela Mãe Rainha para a construção de uma sociedade melhor” disse Luiz Claudio da Liga de Famílias.

O Santuário recebeu peregrinos vindos de várias cidades de Goiás que, com muito entusiasmo e alegria vieram experimentar as graças deste dia. A programação iniciou com a Adoração ao Santíssimo proporcionando o momento de oração junto ao Santuário agradecendo as graças recebidas e apresentando seus pedidos. Seguindo para a Tenda, a Liga de Famílias preparou uma animação e introdução para o dia de forma dinâmica. Após, o Diácono Edson e sua esposa Valéria apresentou a vida do Diácono João Luís Pozzobon. A participação do grupo de música Mãe Rainha de Anápolis em todos os momentos do dia, principalmente com os cantos sobre João Luiz Pozzobon e Mãe Peregrina, foi muito importante para a animação.

 

À tarde, alguns casais se dispuseram a dar testemunho sobre o Santuário-Lar e a importância do Capital de Graças. Maria é Mãe e Educadora. A meditação do mistério do terço conduziu  a uma reflexão sobre o deixar que ela atue como  educadora em nossas vidas para que se faça a nova terra mariana. Assim, na recitação das Ave Marias do Terço, os participantes recebiam uma semente como símbolo do desejo de Nossa Senhora para que plante a semente no lugar onde está e faça surgir a nova terra mariana.

A Mãe de Deus recebeu a grande missão de selar uma Aliança de Amor com toda a humanidade e com cada pessoa individualmente.” Pe. José Kentenich

 

VEJA MAIS FOTOS

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X